Partido Verde alemão se diz pronto para negociar

O Partido Verde da Alemanha disse neste sábado que está pronto para negociar uma coalizão com a chanceler Angela Merkel, mas não expressou esperança de que as conversas cheguem a uma definição.

AE, Agência Estado

28 de setembro de 2013 | 12h17

Jürgen Trittin, um dos principais candidatos do partido nas eleições gerais alemãs, disse que o Partido Verde está aberto a negociações com qualquer partido representado na Câmara Baixa do Parlamento (Bundestag). Segundo ele, novas eleições - que podem ocorrer se Merkel não conseguir formar uma coalizão de governo - precisam ser evitadas porque poderiam fazer com que o partido antieuro Alternativa para a Alemanha e o Partido Democrático Liberal (FDP, na sigla em alemão) conseguissem representação no Parlamento.

Steffi Lemke, outra autoridade do Partido Verde, disse que um convite de Merkel para negociações preliminares precisaria ser feito na próxima semana. No entanto, a maioria dos membros do partido que estão reunidos em Berlim neste sábado para uma convenção disseram que suas diferenças com a União Democrata Cristã (CDU, na sigla em alemão) de Merkel e seu parceiro, a União Social Cristã (CSU), são muito grandes para permitir a formação de um governo entre eles.

A solução mais provável seria uma "grande coalizão" com o maior partido de oposição, o Partido Social Democrata (SPD), que já se declarou na sexta-feira pronto para negociar.

Na convenção deste sábado do Partido Verde foram discutidas principalmente estratégias para reconstruir o partido após o fraco resultado nas eleições. Fonte: Dow Jones Newswires.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.