Partidos antimilitares se unem no Paquistão

Partidos paquistaneses contrários ao regime militar do presidente Pervez Musharraf decidiram montar uma coalizão com as agremiações islâmicas de direita para formar o primeiro governo civil dos últimos três anos. Nawabzada Nasrullah, chefe da Aliança Antimilitar para o Retorno da Democracia (ARD), disse que seu grupo tem a intenção de apoiar para primeiro-ministro Maulana Fazlur Rehman, líder de um partido islâmico conservador que obteve 59 cadeiras nas recentes eleições parlamentares.A ARD inclui ainda o Partido do Povo, da ex-premier Benazir Bhutto, e a Liga Muçulmana, de outro ex-premier, Nawaz Sharif.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.