Partidos políticos sofrem atentados a bomba na Argentina

Bombas de baixo poder destrutivo explodiram na madrugada desta segunda-feira em frente aos diretórios centrais dos partidos radical e peronista, provocando danos, mas sem deixar vítimas, informou a polícia argentina. As bombas deixaram vidros estilhaçados e destruíram a porta metálica que protege o acesso às duas sedes partidárias, situadas nos bairros de Balvanera e Montserrat. No Partido Justicialista (Peronista), está em curso uma dura briga interna em torno da candidatura da agremiação para as eleições presidenciais do próximo dia 27 de abril. Na União Cívica Radical (UCR), denúncias de fraude e irregularidades impediram que se conhecesse os resultados da eleição primária realizada no último dia 15. Os dois pré-candidatos declararam-se vencedores.

Agencia Estado,

23 Dezembro 2002 | 18h14

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.