Passageira passa mal em vôo e é atendida por 15 médicos

A dona de casa britânica Dorothy Fletcher, de 67 anos, agradeceu aos médicos que a salvaram depois que teve um ataque cardíaco num avião, nos Estados Unidos. Apesar do drama, Dorothy pode dizer que teve sorte em 7 de novembro, no vôo entre a Filadélfia e a Flórida, onde iria assistir ao casamento da filha Caroline. Quando, depois do ataque, a aeromoça perguntou se havia algum médico a bordo, 15 cardiologistas se prontificaram a atender a passageira - eles seguiam para uma conferência. "Eu estava muito mal e todos eles correram para me ajudar", disse. Ela passou mais três dias num hospital, mas conseguiu comparecer ao casamento da filha.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.