Passageiros ainda enfrentam problemas nos aeroportos britânicos

Milhares de passageiros continuam nesta sexta-feira sofrendo transtornos, atrasos, cancelamentos de vôos e longas esperas nos aeroportos britânicos, devido às medidas de segurança extraordinárias adotadas após a polícia ter frustrado, na quinta-feira, um complô terrorista que pretendia explodir vários aviões em pleno vôo.Apesar de algumas companhias terem prometido que retornariam pouco a pouco a cumprir os horários, alguns vôos foram cancelados. Em outros, a previsão é de grandes atrasos. As companhias aéreas aconselham os passageiros a consultar a situação de seus vôos pela internet, se apresentar com tempo suficiente no aeroporto e não levar bagagem de mão. Só é permitido embarcar com documentos, óculos e remédios. Todos os objetos devem ficar numa sacola transparente. Os passageiros também não podem levar a bordo nenhum líquido. A polícia acredita que os supostos terroristas tentariam levar explosivos líquidos para os aviões. A British Airways anunciou em seu site que estava confiante de que "a imensa maioria" dos vôos decolaria. "A British Airways operará todos os vôos de longa distância partindo de Gatwick e Heathrow, com exceção de alguns rumo aos Estados Unidos", diz o comunicado. A companhia britânica acrescenta que esperava operar normalmente todos os vôos de curta distância saindo do aeroporto de Gatwick, com exceção de nove que deviam sair antes das 12 horas e foram cancelados. A BAA, administradora dos principais aeroportos britânicos, informou que ainda há "significativas perturbações nas operações devido ao aumento das medidas de segurança" em Heathrow. "O aeroporto está aberto e deve recuperar praticamente o funcionamento normal, mesmo respeitando as novas restrições, nos próximos dias", acrescenta. Segundo a rede de TV Sky News, a situação no aeroporto de Stansted, que também serve a Londres, continuava caótica no início da manhã (horário local), com muita gente dormindo no chão. Na quinta-feira, o caos foi absoluto nos principais aeroportos britânicos. Em Heathrow, foram cancelados mais de 200 dos 550 vôos programados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.