Passageiros embarcam em Cumbica para os EUA

Depois do ataque terrorista nos Estados Unidose a suspensão de todos os vôos para aquele país, muitos passageiros conseguiram embarcar no Aeroporto de Cumbica na noitedesta sexta-feira. No total, foram confirmados 11 vôos internacionais.No vôo da American Airlines, às 21h10, com destino a Nova York, Adão Cesar, de 55 anos, detetive, disse que mora em Boston desde 1974. ?Minha família inteira está lá. Eu estou muito apreensívo, pois desde o dia do atentado estou tentando voltar.?Gilmar Ramos, 43 anos, gerente de conta de uma multinacional, contou que mora em uma cidade pertode Boston há três anos. ?A família - mulher e filhos - está à minha espera, e felizmente eu vou conseguirvoltar para lá.? Ramos afirma que seus pais, que moram em São Paulo, estão de "cabelo em pé".O diretor de vendas Paulo Roberto do Nascimento, de 36 anos, que mora em Miami, disse que osterroristas não conseguirão mais invadir os Estados Unidos.A família, que o aguarda nosEUA, está muito ansiosa, assustada e revoltada. ?As pessoas da minha empresa, com quem eu trabalho,perderam amigos e parentes no atentado.?Nascimento disse que, apesar do desastre, ele quer voltar paracasa. ?Eu estou seguro, acho que se tiver que acontecer alguma coisa, isso está fora do meu controle. Osamericanos erram uma vez e nunca duas?, disse.A estudante D.P., 19 anos, estava embarcando para Nova York.?Eu estou indo passear, visitar alguns parentes, e não estou com medo, pois se tiver uma guerra vai serfora dos Estados Unidos?, disse ela.D.P. afirma que vai ficar apenas duas semanas na cidade que foi alvo dos terroristas.No vôo para Miami, às 21h25, a peruana Alexssandra Galiani, de 25 anos, estava embarcando de volta aolar. ?Eu vim trabalhar aqui no Brasil. Eu quero voltar para casa?, disse ela.Alexssandra acredita que ogoverno americano está tomando bastante cuidado. ?Eu acho que nós temos que acreditar.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.