Passageiros fogem de balsa em chamas no Mar Vermelho e um morre

Passageiros escaparam em botes salva-vidas depois que um incêndio atingiu uma balsa que transportava mais de 1.200 pessoas do porto jordaniano de Aqaba, no Mar Vermelho, para o Egito, nesta quinta-feira, disseram autoridades.

REUTERS

03 de novembro de 2011 | 15h56

Um homem morreu ao tentar se salvar saltando para o mar, segundo a agência estatal de notícias jordaniana Petra. Seu corpo foi recuperado, disse a agência.

Um funcionário da autoridade portuária do Mar Vermelho no Egito havia dito inicialmente que a balsa afundou após os graves danos causados pelo incêndio, mas depois informou que a embarcação ainda estava parcialmente à tona.

A balsa estava a caminho do porto egípcio de Nuweiba e já tinha navegado cerca de 15 milhas náuticas de Aqaba quando o fogo começou.

Um oficial egípcio disse que os passageiros resgatados foram levados para Aqaba. A agência de notícias Petra informou que 27 pessoas ficaram feridas.

A televisão estatal egípcia disse que lanchas da Marinha do Egito e aeronaves militares participaram do resgate. A autoridade marítima disse que os passageiros eram egípcios, principalmente trabalhadores expatriados que voltavam para casa.

O navio é propriedade da companhia AB Maritime, uma joint venture entre os governos da Jordânia, Egito e Iraque.

(Reportagem de Yusri Mohamed, em Ismailia, e de Fahmy Omar, no Cairo)

Tudo o que sabemos sobre:
EGITOMARVERMELHONAUFRAGIO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.