Passageiros saem de avião da British após fumaça

Centenas de passageiros a bordo de um Boeing 747 da British Airways que se preparava para decolar de Phoenix, nos EUA, para Londres, na Inglaterra, foram obrigados a usar as saídas de emergência para sair do jato na noite de sexta-feira, depois que a cabine do avião foi invadida por fumaça.

AE-AP, Agencia Estado

11 de julho de 2009 | 18h55

Nenhum ferido grave foi registrado entre os 298 passageiros e 18 tripulantes do voo 288. Cerca de 15 pessoas foram examinadas por causa de arranhões e escoriações, mas apenas uma foi levada ao hospital com dores nos ombros.

Equipes de bombeiros encontraram sinais de fumaça na cabine e no compartimento de cargas, mas não foram encontrados vestígios de fogo, segundo Shelly Jamison, capitão do Departamento de Bombeiros de Phoenix. Nenhuma causa oficial foi determinada, mas testemunhas afirmam que a fumaça provavelmente foi resultado de um problema elétrico.

A British Airways enviou uma equipe de engenheiros de Londres para Phoenix neste sábado, para inspecionar o avião. O porta-voz da companhia, John Lampl, afirmou que os passageiros estão sendo colocados em voos para Londres a partir de Phoenix, Los Angeles e Denver.

Tudo o que sabemos sobre:
AviãoBritish AirwaysBoeingfumaça

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.