Passagem de tornados mata 2 nos EUA

Cidade de Pilger, na área rural do Estado de Nebraska, foi destruída pelas duas tormentas

PILGER, EUA, O Estado de S.Paulo

18 de junho de 2014 | 02h04

Uma forte tempestade que ocasionou a formação - considerada rara - de dois mortíferos tornados destruiu a cidade de Pilger, localizada em uma área rural do Estado americano de Nebraska, na tarde da segunda-feira, matando um motorista e uma menina de 5 anos.

Ontem, os 350 habitantes da localidade começaram a retornar a suas casas ou para o que restou delas. Dezenas de residências e negócios - além de uma igreja e uma escola - ficaram completamente destruídos. Enormes silos foram esmagados como se fossem latas de refrigerante. "Mais da metade da cidade não existe mais" afirmou Jerry Weather, comissário do Condado de Stanton. "A cooperativa não existe mais, os silos não existem mais e parece que quase todas as casas têm algum tipo de dano."

Equipes de emergência e moradores passaram a madrugada vasculhando residências e negócios destroçados pelo tornado na cidade a noroeste de Omaha. O xerife do Condado de Stanton, Mike Unger, disse que até 75% das edificações de Pilger sofreram danos e a escola da localidade provavelmente está condenada. "A devastação é total."

"Pilger não existe mais", disse Sanford Goshorn, diretor de gerenciamento de emergência do condado. "O tornado passou bem pelo centro da cidade."

Pelo menos 19 pessoas ficaram feridas. A menina de 5 anos foi morta quando a tormenta atingiu o trailer em que estava. O motorista morreu em um acidente no Condado de Cuming.

O Serviço Nacional de Meteorologia informou que dois tornados tocaram o solo com pouco mais de 1 quilômetro de distância entre eles. "É menos comum que dois tornados sigam juntos por tanto tempo, especialmente com aquela intensidade, similar. Não foi um fato sem precedentes, mas não vemos isso com muita frequência", afirmou a meteorologista Barbara Mayes.

As autoridades informaram que o primeiro tornado tocou o solo às 15h45 e derrubou várias linhas de transmissão de energia antes de destruir a sede de uma fazenda. O segundo foi registrado a sudoeste de Pilger. Pouco depois, a cidade foi atingida. O governador de Nebraska, Dave Heineman, declarou estado de emergência na região. / AP e REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.