WPLG-TV via AP
WPLG-TV via AP

Queda de passarela em Miami deixa ao menos 6 mortos

Segundo o prefeito do condado de Miami-Dade, estrutura foi instalada no sábado e havia passado por testes de resistência na manhã do dia do acidente; engenheiros temem o desabamento das estruturas de apoio nas duas margens da ponte

O Estado de S.Paulo

15 Março 2018 | 15h40
Atualizado 16 Março 2018 | 14h17

MIAMI - Ao menos seis pessoas morreram após a queda na quinta-feira 15 de uma passarela sobre uma rodovia em Miami, informou o chefe de Bombeiros do Condado de Miami-Dade, Dave Downey. Equipes de resgate tiveram muita dificuldade para retirar os sobreviventes dos escombros, que atingiram vários carros em uma das estradas mais movimentadas da Flórida.

+ Desmoronamento de lixão deixa 17 mortos em Maputo

+ Deslizamentos danificam mansão de Oprah Winfrey na Califórnia

No momento, os engenheiros temem o desabamento das estruturas de apoio nas duas margens da ponte, afirmou o porta-voz da polícia local, Alvaro Zabaleta. "Toda ponte está em perigo", disse. Os bombeiros disseram mais cedo que oito veículos ficaram presos sob os escombros e oito pessoas foram hospitalizadas.

+ Quase mil trabalhadores que estavam presos em mina na África do Sul são resgatados

+ Teto da entrada da Bolsa de Valores de Jacarta desaba e fere mais de 70 pessoas

Logo após o desabamento, a polícia rodoviária havia falado em “vários mortos”, sem citar números. “Dez pessoas estão feridas, duas gravemente, e oito veículos ficaram presos sob a ponte”, disse à CBS, por telefone, o prefeito do condado de Miami-Dade, Carlos Gimenez, que está em viagem oficial a Hong Kong. Segundo ele, na manhã do dia do colapso, a estrutura passou por testes de resistência. 

Durante as operações de resgate, em determinado momento, as equipes de emergência pediram a retirada dos helicópteros das emissoras de TV para que pudessem ouvir o som de pessoas pedindo ajuda embaixo dos escombros.

Lynnell Collins contou à emissora CNN que estava dirigindo "quando tudo caiu". "Abandonei meu carro, como outras pessoas, e saímos correndo. Começamos a ajudar aquelas cujos veículos estavam menos destruídos e podiam sair facilmente." 

Relembre: Queda de prédio na Índia deixa mortos e desaparecidos

O projeto da passarela foi feito em conjunto entre a MCM Construction, uma companhia conhecida de Miami, e a Figg Bridge Design, responsável pela construção de diversas pontes no Estado. “Em 40 anos de história da empresa, nunca vimos nada parecido com isso”, disse a Figg, em comunicado. 

Estrutura

A ponte pré-fabricada ligava o câmpus da Universidade Internacional da Flórida (FIU) à cidade de Sweetwater, onde moram cerca de 4 mil estudantes. A passarela tinha 53 metros de comprimento, pesava 950 toneladas e custou US$ 14,2 milhões. A instalação da passarela foi acelerada depois que uma jovem de 18 anos morreu, em agosto, tentando atravessar a estrada. 

Autoridades da Flórida disseram que a investigação sobre a causa do colapso da estrutura “pode levar semanas”. Os estudantes da FIU estão de recesso de primavera, que vai do dia 12 ao 17.

Relembre: Enchente faz ponte desabar na Inglaterra

A porta-voz da Casa Branca, Sarah Huckabee Sanders, disse que o presidente Donald Trump havia sido informado sobre o acidente. "Muitos socorristas correram para salvar vidas. Obrigado a todos por sua coragem. Rezarei esta noite pelas vítimas", disse ele em sua conta no Twitter.

O Escritório de Segurança, ligado ao Departamento de Transportes, disse que enviará uma equipe para investigar a queda da passarela. / REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.