Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Pastor luterano que duvida de Deus é suspenso

Um pastor foi suspenso pela Igreja Luterana Evangélica da Dinamarca depois de ter afirmado que Deus não existe. Thorkild Grosboel, pastor de Taarbaek, uma cidade de 51.000 habitantes, ao norte de Copenhague, disse, em entrevistas recentes, que "não há um Deus paradisíaco, não há vida eterna, não há ressurreição". As afirmações de Grosboel chocou alguns líderes luteranos da Dinamarca, país com 5,3 milhões de habitantes, dos quais 85% afirmam pertencer à igreja luterana, mas apenas 5% freqüentam os cultos regularmente.Lise-Lotte Rebel, episcopisa da diocese de Helsingoer, que inclui Taarbaek, afirmou que os comentários de Grosboel "causaram confusão" dentro da igreja. "Não deveria haver dúvidas de que os pastores se comprometem em agir dentro da confissão de fé da igreja", disse ela. Depois de se encontrar com Grosboel hoje, a episcopisa exigiu que ele se retratasse e se desculpasse. Ela também o suspendeu de seus serviços como pastor da cidade.A episcopisa disse que é da alçada do Ministério dos Negócios Eclesiásticos decidir se Grosboel deve deixar o sacerdócio. Na Dinamarca, os pastores luteranos são funcionários públicos.Muitos pastores afirmaram que não é possível ser um pastor sem acreditar na existência de Deus e na ressurreição de Cristo. Outros, no entanto, como Mogens Lindhardt, líder do Colégio de Educação Teológica da Dinamarca, consideraram as afirmações de Grosboel como "renovadoras".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.