Pastora é morta em ataque a igreja na Indonésia

Dois homens armados com fuzis automáticos invadiram neste domingo uma igreja no centro da Indonésia e abriram fogo, matando uma pastora e ferindo quatro fiéis, informaram as autoridades do país nesta Segunda-feira. Os assassinos renderam os guardas da segurança da Igreja Effata de Palu antes de começarem a atirar. Atingida pelos disparos, a ministra Susianti Tinulele teve morte instantânea. O incidente ocorreu na província de Sulawesi, palco de surtos esporádicos de violência entre muçulmanos e cristãos desde 2001. Pelo menos mil pessoas já morreram em confrontos do tipo.

Agencia Estado,

19 de julho de 2004 | 03h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.