Pastrana pede união andina contra a guerrilha

O presidente colombiano, Andres Pastrana, pediu, durante uma visita a esta cidade, que todos os países da região andina se esforcem para evitar que o conflito colombiano se alastre para seus territórios. "O que temos de fazer é nos unir em torno de um propósito, para evitar que a guerra se alastre para os países vizinhos", afirmou Pastrana, em um curto diálogo com jornalistas, logo depois de pronunciar um discurso para os moradores desta cidade.Pastrana confirmou que havia conversado com os presidentes do Peru, Alejando Toledo; da Venezuela, Hugo Chávez; e do Equador, Alvaro Noboa, com os quais mantém contato permanente para troca de informações sobre o contrabando de armas, "boa parte do qual entra na Colômbia por essas fronteiras". "O mundo nos acompanha", afirmou o presidente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.