Patriarca latino de Jerusalém defende Arafat

O patriarca latino católico de Jerusalém, monsenhor Michel Sabbah, reafirmou, nesta quinta-feira, seu apoio ao presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Yasser Arafat, em um boletim do patriarcado. "Nenhum outro dirigente palestino fará a Israel concessões maiores do que as de Arafat", disse o religioso. Segundo Sabbah, "os palestinos reivindicam hoje para seu Estado apenas 22% da Palestina histórica. Estão dispostos a deixar 78% para Israel. É necessário que Israel discuta com seu chefe. Acabar com Arafat só iria complicar o problema." Sabbah reafirma que para pôr fim à espiral de violência que aflige a região há uma solução "muito simples", que consiste em "acabar com a ocupação dos territórios palestinos". Sabbah se encontra em visita ao Vaticano, onde participa de um encontro promovido pelo papa João Paulo II entre os chefes espirituais dos cristãos do Oriente Médio. Ao mesmo tempo em que se desenrola o encontro, o pontífice realizou consultas nesta quinta-feira junto a seus assessores sobre qual a maneira de melhor proteger a pequeníssima minoria cristã que vive na Terra Santa entre o extremismo judeu e islâmico.O porta-voz do Vaticano, Joaquín Navarro-Valls, disse que após a reunião desta noite (hora local), realizada a portas fechadas, a Santa Sé divulgará um comunicado a respeito.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.