Paulo Coelho é nomeado embaixador da paz pela ONU

Além dele, a princesa Haya, o maestro Daniel Barenboim e o violinista Midori Goto também assumem o posto

Associated Press,

21 de setembro de 2007 | 01h47

O escritor brasileiro, Paulo Coelho, passa a ser embaixador da paz da Organização das Nações Unidas. Além dele, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, nomeou também a princesa jordaniana, Haya, o maestro israelense, Daniel Barenboim, e o violinista nipo-americano, Midori Goto. Os novos "Mensageiros da Paz" serão apresentados em uma cerimônia nesta sexta-feira, 21, o Dia Internacional da Paz. Eles vão se juntar a mais quatro mensageiros, o prêmio Nobel da Paz, Elie Wiesel, o ator Michael Douglas, a especialista em primatas, Jane Goodall e o violoncelista, Yo-Yo Ma. O cantor de ópera italiano Luciano Pavarotti foi mensageiro da paz por quase uma década antes de morrer no último dia 6 de setembro. Ban citou o trabalho humanitário da princesa Haya, filha do último rei da Jordânia Hussein, de promover a saúde, a educação e programas esportivos para os jovens árabes e muçulmanos. Ela foi a primeira mulher árabe a competir em eventos de equitação olímpicos e é atualmente presidente da Federação Internacional de Equitação e membro do Comitê Olímpico Internacional. Barenboim, um maestro conhecido mundialmente e pianista nascido na Argentina e cidadão israelense, é co-fundador de uma orquestra que reúne jovens de Israel e países árabes. Ele recentemente iniciou um projeto educacional de música em territórios palestinos. Coelho, um ativista político e aclamado autor de livros traduzidos para mais de 65 línguas, fundou um instituto com sua esposa para ajudar os pobres no Brasil. Ele tem promovido o multiculturalismo como um conselheiro especial da Organização Cultural, Educacional e Científica da ONU. Goto, que estreou há 25 anos quando tinha 11 anos, trabalha com jovens violinistas dando aulas pelo mundo. Ele fundou uma organização sem fins lucrativos em Nova York para levar programas de educação musical para milhares de crianças desprivilegiadas a cada ano. Em suas novas funções, os embaixadores da ONU serão responsáveis pela mais importante tarefa mundial, a de promover a paz.

Tudo o que sabemos sobre:
ONUembaixador da pazPaulo Coelho

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.