PE pede criação de mecanismo de ajuda a palestinos

O Parlamento Europeu (PE) pediu nesta quinta-feira à comunidade internacional que crie o novo mecanismo pelo qual serão canalizadas as ajudas orçamentárias aos palestinos, dada a deterioração da situação humanitária em Gaza e na Cisjordânia.O plenário do PE aprovou uma resolução, por 326 votos a favor, 247 contra e 43 abstenções, na qual estimula a Comissão Européia e os Estados-membros que atuem para "garantir urgentemente a entrega da ajuda básica aos palestinos".As ajudas devem ser canalizadas por duas vias: através das agências humanitárias e ONGs e, em paralelo, através da "aplicação do novo mecanismo internacional temporário, proposto pelo Quarteto (ONU, EUA, Rússia e UE), para garantir uma ajuda direta à Autoridade Palestina".A UE e os EUA não suspenderam o financiamento ao trabalho humanitária em Gaza e na Cisjordânia, mas congelaram a ajuda orçamentária direta à Autoridade Nacional Palestina (ANP) diante da negativa do grupo islâmico Hamas - à frente do Governo palestino - a renunciar à violência e a reconhecer a Israel.Uma vez que cerca de um milhão de um pessoas dependem dos salários da ANP, e para evitar uma deterioração maior da situação humanitária, o Quarteto decidiu, em 8 de maio, criar um mecanismo temporário que permita retomar o direcionamentos de fundos, sem que estes passem pelo Hamas.Na opinião do Parlamento Europeu, este mecanismo, atualmente objeto de negociação entre os representantes do Quarteto, deveria ser canalizado pelo Banco Mundial e incluir uma "participação direta" do presidente da ANP, Mahmoud Abbas.Além disso, deveria ser objeto de medidas rigorosas de transparência e controle financeiro para prevenir fraudes ou malversações.Por outro lado, a resolução pede a Israel "que retome imediatamente a transferência direta das receitas fiscais e alfandegárias palestinas retidas e bloqueadas desde janeiro de 2006".Além disso, o PE acredita que chegou o momento de lançar uma iniciativa diplomática e política internacional direcionada a retomar "a negociação de um acordo de paz firme e definitivo tendo como base o estabelecido no Mapa de Caminho".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.