Pedófilo será submetido a vigilância por satélite nos EUA

Um molestador de crianças condenado, que se tornou o primeiro interno de um programa estadual para conter autores de crimes sexuais violentos mesmo depois de cumprida a pena, disse que obteve permissão para se mudar para uma casa distante, onde continuará sob vigilância. Brian DeVries, de 44 anos, que se submeteu a uma cirurgia de castração e prometeu viver uma vida ?sem crianças?, disse ter sido informado de que será solto nesta semana.?É bastante rural?, disse DeVries, por telefone, do Atascadero State Hospital, onde esteve sob custódia desde que deixou a prisão em 1997. O gabinete do governador confirmou que o Estado encontrou um lar para DeVries, mas muitos dos detalhes da libertação são secretos, para evitar a reação popular que normalmente ocorre quando criminosos sexuais se mudam para uma nova vizinhança.Mantendo DeVries no Estado, com subvenção governamental, as autoridades da Califórnia pretendem submetê-lo a um sistema de tratamento remoto, que inclui vigilância por satélite, terapia contínua e revistas aleatórias de sua nova casa. Como a pena do criminoso já expirou, a alternativa seria enviá-lo para o Estado de Washington, onde passaria a viver sob a custódia do pai. DeVries disse que não se importa com o lugar para onde vai.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.