Osman Orsal / Reuters
Osman Orsal / Reuters

Pedreiros descobrem tesouro em moedas de ouro em casa no Uruguai

Trabalhadores, moradores do local e um parente da família reivindicam as moedas encontradas; audiência está marcada para outubro

Redação, O Estado de S.Paulo

19 de setembro de 2019 | 08h00

MONTEVIDÉU - Quatro pedreiros encontraram moedas de ouro, nesta quarta-feira, 18, enquanto trabalhavam em uma casa na cidade de Minas, no sul do Uruguai. Os operários, a família que mora no local e um parente disputam na Justiça o direito ao tesouro. As informações são do jornal uruguaio El País.

Não há informações sobre a quantidade exata de moedas encontradas. A advogada dos operários, Teresa Méndez, diz que eles acharam "três punhados de moedas" quando levantaram um azulejo próximo da cozinha. Já o advogado da família diz que são 78 moedas de ouro — os moradores alegam que a quantia equivaleria a U$ 30 mil (em torno de R$ 122 mil).

Disputa judicial

Méndez afirma que, de acordo com o Código Civil do país, eles teriam direito à metade do tesouro; a família alega que deveria ficar com toda a quantia. Para resolver a disputa, os moradores concordaram em entregar 14 moedas de ouro. Outro parente da família também pediu uma parte do valor. Uma audiência de conciliação na Justiça foi marcada para 7 de outubro, como afirmou o jornal uruguaio.

A origem do tesouro pode estar relacionada a um ancestral dos moradores que morreu em 1930 — época em que era mais difícil guardar grandes riquezas em bancos ou instituições financeiras.

Tudo o que sabemos sobre:
Uruguai [América do Sul]ouro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.