Pela 1ª vez, Romney aparece na frente de Obama em pesquisa

Sondagem do 'NYT' e da CBS News mostra que declaração sobre casamento gay pode prejudicar presidente

WASHINGTON, O Estado de S.Paulo

16 Maio 2012 | 03h05

A menos de seis meses da eleição, uma pesquisa divulgada ontem pelo jornal The New York Times e pela TV CBS News mostra que o presidente Barack Obama continua numa disputa acirrada com seu rival republicano, Mitt Romney - que aparece pela primeira vez na liderança da disputa, com 46% das intenções de voto, enquanto o presidente americano tem 43%. Há um mês, segundo a mesma pesquisa, os dois candidatos tinham 46%. A sondagem tem uma margem de erro de 4 pontos para mais ou para menos.

A posição vulnerável de Obama na pesquisa foi sentida apesar do otimismo crescente com a situação econômica. Para cerca de um terço dos eleitores o momento da economia é muito ou bastante bom, a melhor avaliação desde janeiro de 2008. Mais de um terço declarou que as coisas estavam melhores, em comparação com um terço que afirmou que estavam piores.

O problema do emprego e a economia são temas predominantes, com 62% afirmando que essas questões são prioridade. Apenas para 7% a questão do casamento entre pessoas do mesmo sexo - que recebeu o apoio de Obama na semana passada - foi considerada a mais importante.

Embora muitos dos entrevistados tenham afirmado que a posição dos candidatos sobre o assunto não afetará seu voto, quatro em cada dez disseram que esse tema pode repercutir contra Obama. E 26% estariam menos dispostos a votar em Obama por causa de sua declaração. Outros 16% votarão nele por essa mesma razão. Muitos dos entrevistados, que disseram que não votariam em Obama por causa da questão do casamento gay, se declararam republicanos. Mas numa disputa apertada mesmo pequenos números são importantes. / NYT

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.