Pela 27.ª vez, papa celebra a missa da noite de Natal

O papa João Paulo II preparava-se hoje para celebrar pela 27.ª vez a missa de "Noite Feliz", apesar de seu frágil estado de saúde. Até agora, João Paulo II nunca renunciou a celebrar a missa da noite de Natal e este ano está pronto para voltar a fazê-lo, apesar de sua acentuada fragilidade física, devido a seus 84 anos e ao mal de Parkinson do qual padece. Fontes do Vaticano revelaram que o papa celebrará a missa, porém não irá presidi-la. Ainda, indicou que têm a intenção de ler a homilia, que para que não se canse deverá ser breve, provavelmente a mais breve desde que Karol Wojtyla foi eleito. Para a missa da meia-noite 72 países do mundo, inclusive muçulmanos, e 111 redes de televisão se unirão. Pela primeira vez, este ano o encontro papal poderá ser seguido diretamente pela tela do celular após um acordo da Rai com as empresas Tim, Vodafone e 3. Por outro lado, na Praça de São Pedro, a polícia começou a patrulhar com veículos elétricos. Silencioso e que não contamina o ar, este modelo de Lamborghini é um automóvel aberto com teto solar que transporta o motorista e mais três pessoas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.