Pela 8ª vez, Olmert é interrogado em caso de corrupção

Detetives questionaram hoje o primeiro-ministro israelense, Ehud Olmert, pela oitava vez. Olmert sofre com várias acusações por corrupção, que levaram-no a renunciar na semana passada. Olmert foi questionado hoje em processo que levanta suspeita sobre suas atitudes no cargo de ministro do Comércio, em 2001, quando ele tentou aprovar uma lei que beneficiaria um empresário ligado a um amigo. Segundo um porta-voz policial, Olmert deve ser interrogado novamente, em data não divulgada. Ele nega qualquer envolvimento, mas foi forçado a renunciar. Agora a nova presidente do partido governista Kadima, a ministra de Relações Exteriores, Tzipi Livni, tenta até o início de novembro formar um novo governo. Caso não consiga, serão convocadas eleições gerais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.