Pelo correio, ONU recebe 14 kg de cocaína

Se você é um diplomata da ONU que perdeu 14 quilos de cocaína, sua mercadoria está nas mãos do Departamento de Polícia de Nova York. A encomenda apareceu na semana passada no setor de correspondência da organização. As malas diplomáticas falsas nas quais a droga estava chamaram atenção de funcionários, segundo o chefe da segurança da ONU, Gregory Starr.

O Estado de S.Paulo

28 de janeiro de 2012 | 03h02

Malas diplomáticas autênticas vêm com as inscrições "Nações Unidas" e "correspondência diplomática", além do símbolo da ONU. As sacolas falsas, feitas de algodão, tinham apenas o logotipo das Nações Unidas - sem nenhuma identificação, remetente ou destinatário.

Elas foram enviadas do México pela companhia DHL, de acordo com diplomatas que falaram em condição de anonimato. Quando foram abertas, encontraram-se 14 notebooks embalados em papel celofane. No entanto, após uma inspeção mais detalhada, policiais descobriram que os computadores estavam ocos e cada um continha cerca de 1 quilo de cocaína. A droga foi levada para a sede da polícia nova-iorquina e a origem da cocaína está sendo investigada pela DEA, a agência antidrogas dos EUA. / AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.