Pelo menos 100 rebeldes morrem na Colômbia

Pelo menos uma centena de rebeldes teriam morrido no sul da Colômbia em combates com tropas oficiais, informou hoje a agência de notícias do Exército. Em uma entrevista coletiva, o ministro colombiano de Defesa, Gustavo Bell, reconheceu, sem precisar o número de baixas, que eram vários os mortos entre os integrantes das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). "Realizamos operações em resposta às ameaças das Farc e para demonstrarmos o poder de dissuasão das forças armadas...para responder as ações rebeldes", disse o ministro a jornalistas. Em uma área entre os departamentos de Guaviare e Guanía, localizada a cerca de 280 quilômetros ao sudeste de Bogotá, milhares de soldados das forças governamentais, apoiados por helicópteros e aviões de guerra, realizam uma ofensiva contra as Farc, a maior guerrilha do país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.