Pelo menos 12 morrem em tiroteio em base militar nos EUA

Obama classificou Incidente em Fort Hood, no Texas, como 'explosão de violência'.

BBC Brasil, BBC

05 de novembro de 2009 | 21h27

Pelo menos 12 pessoas morreram e mais de 30 ficaram feridas em um tiroteio nesta quinta-feira na base militar dos Estados Unidos em Fort Hood, no Estado do Texas, segundo o Exército americano.

O incidente aconteceu momentos antes de uma cerimônia de graduação na base - uma das maiores instalações militares do mundo. A base foi fechada após o tiroteio.

O comandante da base, o general Bob Cane, disse que os três suspeitos atiradores seriam todos soldados americanos. Segundo ele, um foi morto - um major - e os outros dois foram presos. O general disse que ainda não se sabe o motivo do tiroteio.

Fort Hood, próxima da cidade de Killeen, abriga cerca de 40 mil soldados.

O presidente dos EUA, Barack Obama, classificou o tiroteio como uma "grande explosão de violência" e prometeu uma investigação completa sobre o incidente.

Segundo o presidente, é uma tragédia quando soldados americanos morrem no exterior, mas é ainda mais horrível quando eles são atingidos em um base militar em solo americano.

O correspondente da BBC em Washington Adam Brookes disse que o ocorrido mobilizou membros da Swat, a unidade especial da polícia americana, além de outros agentes policiais.

Escolas na região foram fechadas.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.