Pelo menos 12 pessoas morreram em acidente com fogos na China

Motorista de caminhão que transportava fogos está desaparecido; polícia investiga causas do acidente

Efe,

20 de dezembro de 2010 | 05h16

Pelo menos 12 pessoas morreram no acidente de uma fábrica de fogos de artifício, no último final de semana, na província chinesa de Hunan, onde a princípio se achou que tinham morrido nove, informou nesta segunda-feira, 20, a agência oficial de notícias Xinhua.

 

As autoridades locais de Changsha, cidade e capital de Hunan onde aconteceu o acidente, comunicaram que outras duas pessoas mais poderiam estar desaparecidas.

 

O fato ocorreu às 21h30 da sexta-feira, 18, (horário local) quando um caminhão carregado com 600 caixas de fogos de artifício (mais de 1,4 tonelada), cujo motorista é um dos desaparecidos, bateu por causas desconhecidas contra uma torre elétrica.

 

Os cabos rompidos da instalação provocaram uma série de faíscas que detonaram o material pirotécnico, o que provocou uma grande explosão, que destruiu o caminhão, matou as 12 pessoas e afetou também as casas por perto e outros moradores que ficaram feridos.

 

As equipes de resgate finalizaram a busca de vítimas neste domingo, 19, e os trabalhos de limpeza também terminaram, enquanto a Polícia continua investigando o acidente.

Tudo o que sabemos sobre:
Chinafogos de artifício

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.