Pelo menos 13 mortos em atentado à bomba nas Filipinas

Pelo menos 13 pessoas morreram e 26 ficaram feridas, algumas com gravidade, na explosão de uma bomba, ocorrida neste sábado, no mercado central da cidade filipina de Koronadal, na Ilha de Mindanao, sul do país, informou a polícialocal.De acordo com testemunhas, cinco mortos são militantes extremistas que detonaram o explosivo no local. Pouco depois do atentado, forças especiais de segurança desativaram outra bomba,a cerca de 20 metros do mercado, em frente ao corpo de bombeiros.O prefeito de Koronadal, Fernando Miguel, disse que, poucas horas após o ataque, recebeu o telefonema de um integrante do grupo islâmico Abu Sayyaf, em que o interlocutor reivindicava emnome da organização a autoria do atentado.O homem, que se teria identificado como Abu Solaiman, alertou sobre "mais atentados à bomba nos próximos dias", segundo o prefeito.Não foi possível confirmar de forma independente se o autor do telefonema teria sido mesmo Solaiman, um dos cinco líderes do AbuSayyaf por cuja captura os Estados Unidos oferecem recompensa de US$ 5 milhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.