Pelo menos 14 pessoas morrem em confrontos e ataques no Iraque

Ao menos seis pessoas morreram e outras40 ficaram feridas entre quinta e sexta-feira em confrontos entremilícias xiitas do Exército Mehdi e policiais iraquianos na cidadede Al Amara, 350 quilômetros ao sul de Bagdá. Já na localidade xiita de Balad, fontes disseram que oito pessoas morreram e seis ficaram feridas em ataques com bombas na noite de quinta-feira. Segundo fontes policiais, unidades do Exército e da polícia seposicionaram em diferentes bairros de Al Amara, onde a situação jáestá "sob controle". Ainda segundo a polícia, chefes dos clãs locais estãointermediando a solução do conflito entre as milícias e as forças desegurança. Os combates começaram na quinta-feira, quando, segundotestemunhas, as milícias do Exército Mehdi, comandadas pelo clérigoxiita Moqtada al-Sadr, atacaram várias delegacias da cidade combombas. Testemunhas também disseram que uma ambulância andava pela cidadee anunciava que Moqtada al-Sadr havia pedido às milícias quecessassem os ataques. Fontes médicas e testemunhas comentaram que o hospital geral dacidade tinha recebido, até então, mais de 40 feridos e seis corpos,entre eles os de duas crianças e o de uma mulher. As tropas britânicas localizadas no sul do Iraque confirmaram quehouve um confronto no local e garantiram que 250 soldados iraquianostinham sido enviados à cidade para proteger as delegacias dosataques. O Exército britânico afirmou, além disso, que interviria se fossenecessário. Segundo as tropas britânicas, pelo menos cinco soldadosiraquianos ficaram feridos enquanto respondiam aos ataques dasmilícias. A localidade xiita de Balad, 60 quilômetros ao norte de Bagdá,foi objeto, na noite de quinta-feira, de vários ataques com bombas.Segundo fontes do escritório de coordenação conjuntoamericano-iraquiano, oito pessoas foram mortas e seis ficaramferidas. Após os ataques, em represália, cidadãos xiitas da localidadeatacaram várias localidades sunitas próximas a Balad, onde ocorreramos confrontos. Segundo as fontes, não se sabe ainda se houve vítimasna região. Num outro incidente, as tropas americanas invadiram nesta sexta-feira umamesquita xiita no oeste de Bagdá, onde, segundo fontes do Ministériodo Interior, mataram uma pessoa. As fontes disseram que as forças americanas invadiram a mesquitade Ansar al-Zahra, no bairro de Al-Risala, às 6h (meia-noite deBrasília) e que duas pessoas, supostamente guardas do templo, foramdetidas. No entanto, as causas da operação não foram explicadas. E até omomento, o Exército dos Estados Unidos não emitiu nenhum comunicadoa respeito.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.