Pelo menos 17 morrem na últimas 24 horas no Afeganistão

Pelo menos 17 pessoas, entre elas três civis, morreram nas últimas 24 horas em diferentes ataques realizados na região oriental do Afeganistão, informaram oficiais nesta quarta-feira, 25.A explosão de uma bomba matou sete soldados afegãos perto da fronteira com o Paquistão nesta quarta, no último de uma série de ataques contra forças de segurança no Afeganistão. Outro soldado ficou ferido.Os soldados viajavam por uma estrada no distrito de Waza Khaw, na província de Paktika (sudoeste), quando uma bomba explodiu o veículo, disse a jornalistas o governador da província Akram Khpelwak. Ninguém assumiu a autoria do ataque, mas o Taleban, que já prometeu reforçar sua guerra contra o governo e forças militares estrangeiras, assumiu diversos ataques similares. Sete taleban morreram e outros 15 ficaram feridos por uma atentado contra a sede do governo do distrito de Qarabagh, na província de Ghazni, informou nesta quarta o porta-voz do ministério do Interior, Zemarai Bashary.O ataque se seguiu a uma troca de tiros que durou mais de seis horas, e também deixou um saldo de mortos: três trabalhadores de uma construtora, completou o porta-voz.O ataque desta quarta-feira foi o mais grave contra soldados afegãos em meses, mas cerca de 20 policiais e outros oficiais da área de segurança foram mortos em explosões nas últimas duas semanas.A violência no Afeganistão voltou a crescer nas últimas semanas, depois da queda na violência durante o inverno causada pelas difíceis condições climáticas.Matéria ampliada às 09h25 para acréscimo de informações

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.