Facebook/Reprodução
Facebook/Reprodução

Pelo menos 20 pessoas morrem durante culto evangélico na Tanzânia

De acordo com o governo, os fiéis foram pisoteados quando corriam para ser abençoados por 'óleo ungido'

Redação, O Estado de S.Paulo

02 de fevereiro de 2020 | 08h07

TANZÂNIA - Pelo menos 20 pessoas foram mortas e mais de uma dúzia ficaram feridos em uma debandada durante um culto de igreja em um estádio no norte da Tanzânia, disse uma autoridade do governo neste domingo, 2. Centenas de pessoas lotavam um estádio na noite de sábado, 1º,  na cidade de Moshi, perto das encostas do Monte Kilimanjaro, e foram pisoteadas enquanto corriam para ser ungidas com "óleo abençoado".

"Vinte pessoas morreram e 16 ficaram feridas no incidente", disse à Reuters por telefone o comissário distrital de Moshi, Kippi Warioba. Cinco dos mortos eram crianças, disse ele. "O tumulto ocorreu quando os fiéis corriam para ser ungidos com óleo abençoado", disse Warioba. O pastor Boniface Mwamposa tem atraído multidões prometendo prosperidade e cura de doenças aos fiéis que seguem o que ele descreve como "óleo abençoado" durante seus cultos na igreja.

As autoridades temem que o número de mortos possa aumentar devido ao tamanho da multidão e às condições escuras de quando o tumulto ocorreu. "O incidente ocorreu à noite e havia muitas pessoas, então existe a possibilidade de que mais vítimas possam surgir. Ainda estamos avaliando a situação", afirmou Warioba. A Tanzânia tem visto um aumento no número de pastores do "evangelho da prosperidade" nos últimos anos, que prometem tirar as pessoas da pobreza e realizar o que chamam de cura milagrosa. Milhares de pessoas no país de 55 milhões de habitantes se reúnem nas igrejas pentecostais. /REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.