Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Pelo menos 22 pessoas morrem em um atentado no Paquistão

Um terrorista entrou na reunião de um conselho tribal e detonou a carga explosiva que levava

EFE

02 de março de 2008 | 06h35

Pelo menos 22 pessoas morreram neste domingo e várias ficaram feridas por causa da explosão de uma bomba durante a reunião de um conselho tribal na região de Darra Adamkhel, no noroeste do Paquistão, segundo o canal privado "Geo TV". Segundo líderes tribais da localidade de Zarghon Khel, onde acontecia o encontro, o terrorista entrou na reunião e detonou a carga explosiva que levava. Os feridos já foram levados para os hospitais mais próximos e as medidas de segurança na região foram reforçadas ao máximo. A "jirga" (assembléia) decidiu queimar as casas e fazer com que todos os aldeões que dessem refúgio a insurgentes islâmicos pagassem multas. Na Província da Fronteira do Noroeste, os combates entre o Exército e os talibãs paquistaneses são constantes, especialmente no cinturão tribal e no conflituoso vale de Swat (norte). As tropas paquistanesas iniciaram em outubro do ano passado operações nestas duas regiões contra milhares de fundamentalistas armados que se levantaram em armas contra o regime do presidente Pervez Musharraf. No dia 29 de fevereiro, pelo menos 40 pessoas morreram em outro ataque suicida no vale de Swat, no atentado mais sangrento desde a realização das eleições legislativas paquistaneses do dia 18 de fevereiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.