Pelo menos 33 morrem em choques no Paquistão

Combates foram registrados na área tribal de Kurram, onde casos de violência sectária são frequentes

EFE

28 de junho de 2009 | 06h25

Pelo menos 33 pessoas morreram e 65 ficaram feridas nos confrontos travados nos três últimos dias entre fiéis sunitas e xiitas no noroeste do Paquistão, informou neste domingo o canal privado "Dawn TV".

 

Os combates foram registrados em vários pontos da área tribal de Kurram, onde os episódios de violência sectária são frequentes. A maior parte dos confrontos ocorreu na sexta-feira, segundo "Dawn", que não identificou suas fontes.

 

Os choques entre os xiitas, com forte presença na região, e os sunitas, que são majoritários no Paquistão, foram especialmente violentos durante os últimos dois anos em Kurram.

 

"Já morreram 700 jovens (nos últimos meses), mas não permitimos aos insurgentes que assegurem seu domínio em Alto Kurram. Agora, o influxo de talebans (de outras regiões) está piorando a situação", denunciou um líder tribal de Kurram, Haji Rauf.

Tudo o que sabemos sobre:
SUNITASXIITASPAQUISTÃO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.