Pelo menos 35 mortos em enchentes no Marrocos

Pelo menos 35 pessoas morreram nas enchentes provocadas por fortes chuvas no Marrocos, que também causaram danos à principal refinaria de petróleo do país, disseram autoridades nesta terça-feira. Só na região de Settat, as enchentes de segunda-feira deixaram 30 mortos, 19 dos quais na cidade de El-Gara, segundo a agência oficial marroquina, MAP. Outras oito estão desaparecidas na zona agrária a cerca de 70 km a sudeste de Casablanca. Um pai e seus quatro filhos morreram quando sua casa desabou na localidade de Tamra, na região de Fez, a cerca de 200 km de Rabat, a capital do país do norte da África, disse a MAP. A inundação também provocou um incêndio na refinaria de petróleo SAMIR, na cidade industrial de Mohammedia, localizada entre Rabat e Casablanca, disse o diretor da refinaria, Abderahmmane Saaidi. A refinaria, que processa cerca de 8 milhões de toneladas de combustível por ano, estava fechada por prazo indeterminado, dise Saaidi. Pelo menos duas pessoas morreram e outras três estão desaparecidas na refinaria.Devido às enchentes, a ferrovia entre Mohammedia e Marrakesh - a principal cidade turística do Marrocos, a 300 km a sudeste de Rabat - também teve de ser fechada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.