Pelo menos 49 países possuem capacidade nuclear

O diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), Mohamed El Baradei, declarou nesta segunda-feira em Viena que pelo menos 49 países têm armas nucleares ou sabem como produzi-las. Em um seminário técnico sobre salvaguardas, El Baradei advertiu que devido às tensões políticas globais algumas nações podem materializar seus conhecimentos tecnológicos e transformá-los emarmamento nuclear. Um país, mesmo não sendo uma superpotência, pode apresentar argumentos para empregar a energia nuclear e produzir uma bomba atômica "baseando-se em um sentimento de segurança e insegurança", indicaram especialistas da AIEA em Viena. As fontes acrescentaram que a capacidade de produzir uma bomba atômica, tanto em relação à possibilidade tecnológica como à posse do material necessário, pode levar a uma segundacorrida nuclear, na qual alguns países possivelmente fiquem tentados a empregar armas atômicas. O debate sobre a corrida nuclear ganhou atualidade depois que a Coréia do Norte anunciou no dia 9 de outubro que havia realizado um teste nuclear subterrâneo. O Conselho de Segurança da ONU aprovou na semana passada, por unanimidade, uma resolução impondo sanções e pedindo ao regime de Pyongyang que abandone seu programa de armas nucleares.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.