Pelo menos 50 mortos em combates em Monróvia

Fortes combates entre tropas do governo do presidente Charles Taylor e forças rebeldes na capital liberiana deixaram pelo menos 50 mortos nesta segunda-feira, enquanto a cidade era atingida por sucessivas rajadas de bombas lançadas por morteiros. Em meio aos combates, bombas atingiram uma casa, matando 18 pessoas em seu interior, disseram membros das equipes de resgate. Outros 27 liberianos morreram em outros ataques, disseram funcionários de um hospital em Monróvia. Bombas também caíram em torno e dentro das instalações da embaixada americana, localizada em uma colina, e atingiram um complexo residencial de diplomatas do outro lado da rua, onde cerca de 10 mil refugiados liberianos buscavam abrigo. Uma multidão enfurecida invadiu o complexo e retirou os corpos das vítimas, colocando-os diante da embaixada dos EUA. Pelo menos cinco corpos foram estendidos na rua, enquanto outros eram buscados. Dois guardas liberianos que patrulhavam a embaixada americana ficaram feridos. Uma bomba também explodiu num prédio da guarda dentro das instalações diplomáticas dos EUA, mas ninguém ali ficou ferido.

Agencia Estado,

21 Julho 2003 | 13h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.