Pelo menos 52 feridos por granadas na Caxemira

Dois ataques com granadas perpetrados contra uma parada de ônibus e um mercado feriram, nesta sexta-feira, pelo menos 52 pessoas, em sua maioria civis, em duas aldeias da região da Caxemira controlada pela Índia. A polícia informou que os atacantes lançaram quatro ou cinco granadas, no meio da manhã, em um concorrido supermercado, ferindo 35 civis em Shopiyan, 50 km ao sul de Srinagar, a capital de verão do Estado indiano de Jammu-Caxemira, disse um porta-voz da polícia estadual. Cinco horas mais tarde, pelo menos duas granadas foram lançadas contra uma parada de ônibus em Anantnag, a 55 km ao sul de Srinagar, ferindo 17 pessoas, todas civis, exceto por dois agentes paramilitares da Força Central da Polícia de Reserva. A identidade dos atacantes não foi anunciada, mas um agente policial disse que seguramente são militantes islâmicos que lutam para separar a Caxemira da Índia. Segundo o governo indiano, mais de 30.000 pessoas morreram desde que uma dezena de grupos de militantes islâmicos começaram a combater em 1989, na tentativa de obter a independência da região da Caxemira ou sua incorporação ao Paquistão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.