Pelo menos 6 mortos em explosão no Sri Lanka

Pelo menos seis pessoas, incluindo cinco crianças, foram mortas nesta quarta-feira no Sri Lanka ao tentarem abrir um pacote abandonado que continha explosivos. Não ficou claro de imediato se a explosão foi um acidente ou um ataque deliberado. A polícia disse que está investigando o incidente. A explosão foi uma das mais sangrentas desde que uma guerra civil entre rebeldes tâmeis do grupo Tigres de Libertação do Tâmil Eelam (LTTE) e forças do governo aparentemente terminou em fevereiro com a assinatura de um acordo de cessar-fogo. A crianças acharam o pacote nas dependências de sua escola e o entregaram a um idoso do vilarejo - que tentou abri-lo, quando ocorreu a explosão, disse S. Liyanage, da polícia local. A escola estava fechada hoje, dia em que se realiza um festival nacional. As vítimas moravam perto da escola e foram até lá para brincar. Uma das vítimas, a mais atingida pela explosão, morreu no próprio local e as demais, no hospital. A idade dos menores variava entre 9 e 15 anos.Liyanage não pôde dizer que tipos de explosivos havia no pacote, mas não descartou que pudessem ser granadas. O incidente ocorreu na localidade de Eppawela, a 180 km a nordeste da capital, Colombo, e próxima a Anuradhapura, que é o principal ponto de passagem de soldados a caminho ou de volta do norte. O Sri Lanka também é castigado por uma onda de crimes cometidos por cerca de 20.000 desertores que usam armas de fogo e explosivos para suas atividades delituosas. Embora a guerra tenha acabado, peças de artilharia e minas terrestres vêm provocando acidentes com vítimas no nordeste do país, onde se concentrou o conflito.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.