Pelo menos seis morrem após bombardeio russo na Síria

Ataque atingiu hospital na província de Idleb; dois bebês estavam entre as vítimas

O Estado de S.Paulo

27 Abril 2017 | 04h53

CAIRO - Pelo menos seis civis, entre eles dois bebês, morreram nesta quinta-feira, 27, em um suposto bombardeio de aviões russos contra um hospital na província de Idleb, no noroeste do país, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A ONG afirmou que os bebês estavam em incubadoras na Unidade de Cuidados Intensivos do Hospital Médico Universitário de Deir al Sharqui, em Idleb. Eles faleceram após a interrupção de oxigênio causada pelo ataque. 

Bombardeios contra hospitais se tornaram frequentes em áreas sob controle da oposição na Síria.

Ataque na capital. Também nesta quinta, uma grande explosão atingiu a capital síria. Ela foi seguida por um incêndio próximo ao aeroporto de Damasco, de acordo com o Observatório Sírio de Direitos Humanos. 

A Síria está no sexto ano de uma sangrenta guerra civil que atinge o governo do presidente Bashar Assad e seus aliados contra forças da oposição. Mais de 400 mil perderam a vida no conflito. / EFE, AP e AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.