Reuters
Reuters

Pelo menos três pessoas morrem em ataque na fronteira entre Israel e Egito

Homens teriam instalado bomba em uma área cerca de 30 quilômetros ao sul da Faixa de Gaza, à espera de veículos israelenses

18 de junho de 2012 | 13h25

TEL-AVIV - Um civil israelense e dois milicianos vindos do Egito morreram nesta segunda-feira, 18, em um ataque contra trabalhadores que estão construindo uma divisória entre os dois países, um novo fato que reflete a situação instável de segurança na fronteira.

Segundo a tenente-coronel Avital Leibovich, porta-voz do Exército israelense, de acordo com uma investigação preliminar, pelo menos "três terroristas armados atravessaram para Israel vindos do Egito" na primeira hora do dia.

Os homens teriam instalado uma bomba em uma área cerca de 30 quilômetros ao sul da Faixa de Gaza, à espera de que veículos israelenses circulassem pelo local. Ao passarem, dois carros nos quais viajavam operários da construção da cerca fronteiriça detonaram o explosivo, e os milicianos abriram fogo com fuzis Kalashnikov e granadas lançadas por foguetes.

Como consequência da explosão da bomba, um dos veículos virou e caiu em uma vala, provocando a morte do operário israelense que viajava nele, contou a militar. O mesmo veículo também foi atingido por disparo, embora não de lança-granadas.

Após o ataque, tropas israelenses da brigada Golani chegaram à área e houve um tiroteio com os milicianos, em que um deles morreu. Ainda segundo a tenente-coronel, o segundo homem teria falecido em consequência da detonação dos explosivos que levava.

Mais tarde, o Exército iniciou uma perseguição para encontrar o terceiro miliciano que participou do ataque e manteve as autoridades em xeque durante várias horas.

Desde o início de 2012, 280 foguetes foram disparados de Gaza contra Israel, dez deles em junho, contabiliza Israel.

 

Tudo o que sabemos sobre:
FronteiraIsraelEgitomortos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.