Pelo rádio, líder pede pressa na votação da reforma

O presidente americano, Barack Obama, pediu ontem em seu programa semanal de rádio que o Congresso americano deixe de lado os discursos e acelere a votação da reforma da saúde para que o projeto seja aprovado ainda este ano. "Mantivemos um debate prolongado e importante, mas agora é hora da ação", disse Obama.

AP, O Estadao de S.Paulo

13 de setembro de 2009 | 00h00

"Cada dia a mais que passemos esperando fará com que mais americanos percam seus planos de saúde, seus negócios e seus lares, além dos sonhos pelos quais lutaram e a paz de espírito que merecem", disse o presidente. No discurso, Obama também disse que é hora de os americanos colocarem os interesses de suas famílias e de seu país antes das divisões partidárias que têm norteado, segundo ele, a discussão da reforma até aqui.

A proposta de Obama pretende incluir no sistema de saúde os 47 milhões de americanos - 15% da população - que hoje não são atendidos por nenhum plano de saúde, público ou privado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.