Penetra da festa do príncipe William diz ter beijado o anfitrião

Um comediante inglês ávido por publicidade que invadiu a festa de 21 anos do príncipe William, gerando controvérsias sobre a efetividade da segurança da família real, disse em uma entrevista publicada hoje que beijou o príncipe dos dois lados da face.?O príncipe William, que usava uma sunga listrada em amarelo e preto, estava a uma distância de menos de 3,5 metros de mim, e num palco segurando um microfone?, disse o ?terrorista de comédia? Aaron Barschak ao jornal The Daily Mail. ?Ele me pareceu mais alto do que eu imaginava e muito bonito?. ?Ele me olhou e começou a rir?, disse o cômico, que furou a festa cujo tema era a África disfarçado de Osama bin Laden. ?Eu subi no palco, tirei o microfone que ele segurava e comecei a cantar ?uma barba em meu rosto é fundamental? (adaptando a letra) da música de Marilyn Monroe ?Diamonds Are a Girl?s Best Friend??.?Toda a platéia explodiu em uma ruidosa gargalhada. Foi um momento mágico?, disse o cômico de 36 anos, que estava em busca de publicidade para sua apresentação em um festival de verão em Edimburgo, na Escócia, e se auto-intitula um defensor da monarquia. ?Eu dei um passo à frente, beijei o príncipe dos dois lados do rosto, gritei ?nós todos o amamos? e deixei o palco sob aplausos. Ninguém me destratou nem me expulsou?. Quase toda a família estava presente à festa de aniversário do príncipe no Castelo de Windsor, incluindo seu pai, o príncipe Charles, e sua avó, a rainha Elizabeth II. A polícia Metropolitana de Londres pediu desculpas à família real por não ter evitado que Barschak passasse pela barreira da segurança por acreditar que ele fosse um convidado bêbado que estivesse perdido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.