Pentágono: 2014 é uma meta para sair do Afeganistão

A entrega da responsabilidade pela segurança do Afeganistão às forças de segurança locais em 2014 é uma meta, não um prazo, alegou hoje o Departamento de Defesa dos Estados Unidos (Pentágono). Geoff Morrell, secretário de imprensa do Pentágono, disse que os afegãos talvez não consigam reaver o controle total de seu território até o fim de 2014. Por esse motivo, prossegue ele, talvez haja a necessidade de soldados norte-americanos ficarem no país para ajudar os afegãos.

AE, Agência Estado

18 de novembro de 2010 | 19h43

Acredita-se que o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e os líderes dos outros países da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) endossarão, durante reunião de cúpula a ser iniciada amanhã, em Portugal, um cronograma para o fim de suas operações no Afeganistão até o fim de 2014.

O governo norte-americano nunca prometeu que a guerra no Afeganistão será encerrada até o fim de 2014, mas a meta de transferência da responsabilidade pela segurança indica que Obama acredita que a maior parte das forças dos EUA poderá deixar o país até lá. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAguerraAfeganistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.