Pentágono inicia guerra psicológica contra o Iraque

O Pentágono iniciou na semana passada sua guerra psicológica contra o Iraque, com o lançamento de milhares de panfletos para convidar os iraquianos a sintonizarem em seus aparelhos de rádio a propaganda anti-Saddam Hussein, transmitida à noite, durante cinco horas consecutivas. É a primeira vez desde a Guerra do Golfo, em 1991, que o Pentágono organiza transmissões de rádio tendo o governo iraquiano como alvo, informaram hoje fontes ligadas à casa Branca. As transmissões trazem música árabe e mensagens contra o governo de Saddam, coincidindo com o encerramento, ontem, no Catar, dos exercícios denominados "Visão Interna", considerados um teste geral de um possível ataque contra o Iraque. As mensagens acusam Saddam Hussein de gastar em um dia o mesmo que uma família iraquiana média gasta em um ano e qualificam os soldados como "marionetes nas mãos de um ditador?.

Agencia Estado,

17 Dezembro 2002 | 13h23

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.