Pentágono investiga morte de funcionários da ONU

O Pentágono investiga a morte de quatro civis que trabalhavam para na desativação de minas em Cabul, para as Nações Unidas. As mortes foram atribuídas ao bombardeio da noite de ontem à capital afegã, mas o Departamento de Defesa norte-americano suspeita que um míssil possa ter se desviado de sua trajetória. Funcionários da ONU disseram que os quatro civis morreram quando um míssil atingiu um dos escritórios de uma organização não-governamental que trabalhava em colaboração com as Nações Unidas. ?Nossos alvos são apenas militares?, enfatizou o porta-voz do Pentágono, Bryan Whitman. "Temos todo o cuidado para evitar baixas entre os civis ou danos colaterais. Por isso, acredito que exista a possibilidade de um míssil extraviado". Os talebans informaram que os ataques já provocaram mortes de dezenas de civis. Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.