Pentágono testa míssil de 2 kg

Ideia é usar nova arma contra pequenos alvos

Peter Pae, O Estadao de S.Paulo

25 de abril de 2009 | 00h00

Um míssil de 2,2 quilos, do tamanho de uma baguete, está sendo testado secretamente no deserto de Mojave, ao norte de Los Angeles. O Exército dos EUA está em busca de armas robóticas mais letais e precisas que possam ser usadas nas guerras modernas. No próximo mês, pesquisadores do Naval Air Warfare Center, em China Lake, pretendem testar um míssil Spike de 60 centímetros de comprimento, com "um quarto do tamanho do segundo menor engenho existente no planeta", segundo Steve Felix, gerente do programa. Inicialmente, a ideia era usar esses pequenos mísseis teleguiados de artilharias contra tanques, mas eles foram redesenhados, podendo agora ser lançados de aviões não tripulados contra pequenos veículos. No teste, o míssil será lançado por controle remoto de um helicóptero. O alvo será uma picape em movimento. Se o teste for bem sucedido, será um marco no desenvolvimento de armas para aviões não tripulados, um campo nascente que lembra os primeiros dias da aviação, há um século, quando os biplanos eram providos de metralhadoras. Os EUA vêm usando seus aviões não tripulados Predator, equipados com câmeras de vídeo, para realizar ataques contra esconderijos da Al-Qaeda no Paquistão e Afeganistão. Os mísseis desenvolvidos em China Lake são minúsculos se comparados aos atuais Hellfire, que pesam 45 quilos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.