Pequim cancela ato com ministra da Noruega

Autoridades chinesas cancelaram ontem encontro que aconteceria amanhã, em Xangai, com a ministra da Pesca da Noruega, Lisbeth Berg-Hansen, no primeiro gesto de retaliação contra o país nórdico em razão da entrega do Prêmio Nobel da Paz ao dissidente Liu Xiaobo. A escolha do ativista enfureceu Pequim, que a considerou uma "profanação" do espírito do Nobel. A ministra já havia chegado ao país asiático quando a reunião foi cancelada. Antes de embarcar, em Oslo, ela disse à imprensa que o comitê responsável pelo Nobel é independente do governo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.