AP Photo/Ng Han Guan
AP Photo/Ng Han Guan

Pequim cobra que governo Trump compreenda importância da política de 'China única'

Em entrevista, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China afirmou que este reconhecimento é a 'base política' das futuras relações entre Washington e Pequim

O Estado de S. Paulo

23 Janeiro 2017 | 10h51

PEQUIM - O novo governo dos Estados Unidos precisa entender completamente a importância da política de "China única" e compreender que a questão de Taiwan é extremamente sensível para Pequim, afirmou a China nesta segunda-feira, 23.

O presidente dos EUA, Donald Trump, que tomou posse na sexta-feira, disse em dezembro que os EUA não precisam necessariamente se ater à longa posição de que Taiwan é parte da "China única". Anteriormente, Trump quebrou décadas de precedente ao atender um telefonema da presidente taiwanesa, Tsai Ing-wen.

De acordo com o princípio de "China única" de Pequim, Taiwan é uma parte intransferível da China. Pequim vê Taiwan como uma província desobediente, que deve ser levada sob controle por força, caso necessário. No entanto, a democrática Taiwan não mostra interesse em ser comandada por Pequim.

"Pedimos à nova administração para entender totalmente a alta sensibilidade da questão taiwanesa e continuar buscando a política de China única", disse a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China Hua Chunying durante entrevista coletiva em Pequim.

Hua disse que a política é a "base política" das futuras relações entre EUA e China. / REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.