Pequim cria feriado por tomada do Tibete

A China comemorou ontem seu primeiro Dia da Emancipação dos Servos, feriado criado para comemorar a retomada do controle do governo no Tibete após o fracassado levante de 1959 que levou ao exílio do dalai-lama. A cerimônia foi marcada por promessas de combater qualquer tentativa de independência e críticas ao líder espiritual dos tibetanos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.