Pequim emite raro alerta de poluição do ar

O governo de Pequim emitiu o sinal "laranja" de poluição na cidade nesta sexta-feira, o segundo pior nível dos quatro de urgência. Raramente é emitido pelas autoridades, o alerta proíbe que moradores façam churrascos, lancem fogos de artifício e realizem demolições.

AE, Agência Estado

21 de fevereiro de 2014 | 15h42

As medidas que entraram em vigor nesta sexta-feira pedem também que os moradores utilizem o transporte público, evitando, assim, sair de casa com seus carros. O governo local também irá aspergir água na rua e aumentar o controle de poeira em locais de construção.

Ambientalistas, no entanto, acreditam que o nível do alerta é baixo diante da situação do ar na cidade.

"O governo está relutante em emitir o sinal vermelho porque seria quase impossível notificar todos os motoristas da cidade e aumentar a capacidade do transporte público", disse o ambientalista Ma Jun da ONG Instituto de Assuntos Públicos e Ambientais.

O nível "vermelho", o mais rigoroso, obrigaria que a metade dos cinco milhões de carros da cidade não circulasse nas ruas, o que poderia provocar um colapso no sistema de transporte público. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ChinapoluiçãoPequimalerta

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.