Pequim pede a Obama que não receba dalai-lama

A chanceler chinesa, Jiang Yu, afirmou ontem que o presidente americano, Barack Obama, não deveria receber o dalai-lama, quando o líder tibetano visitar os EUA em outubro. "Pedimos aos EUA que honrem seus compromissos e não permitam que o dalai-lama participe de atividades separatistas no país", disse Jiang. O encontro entre Obama e o dalai-lama não foi confirmado pela Casa Branca. Em 2007, o ex-presidente George W. Bush provocou a ira de Pequim ao receber o líder tibetano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.