Pequim promete dar em 15 dias passaporte a Chen

O dissidente chinês cego Chen Guangcheng, pivô de uma recente crise diplomática entre a China e os EUA, disse ontem que o governo de Pequim concordou em conceder passaportes a ele e sua família em até 15 dias. Essa é a primeira indicação de quando Chen, de 40 anos, poderá ser autorizado a deixar a China. O advogado está em um hospital da capital desde que, há mais de duas semanas, saiu da Embaixada americana em Pequim, onde se abrigou por seis dias depois de escapar da prisão domiciliar em um vilarejo rural.

O Estado de S.Paulo

18 Maio 2012 | 03h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.